Fui Bocage, o Rei das Broncas !

Nasci Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage, em Setúbal no dia 15 de Setembro de 1765 e morri em Lisboa em 1805. Dizem que fui um dos maiores poetas portugueses e possivelmente o maior representante do arcadismo lusitano.

Herdei o Barbosa por parte do pai e o Hedois du Bocage do avô materno.Apesar das numerosas biografias publicadas após a minha morte, boa parte da minha vida permanece um mistério. Fui um homem moderno, pois acreditei sempre mais no sexo do que no amor.

Por causa das minhas broncas e da minha vida boémia estive engavetado no Limoeiro, no cárcel da Inquisição, no Real Hospício das Necessidades e até no Convento dos Beniditinos. Foi aí que Frei José Veloso me conseguiu pôr a viver de forma mais decente e recatada.

Morri de aneurisma numa rua do Bairro Alto.Também é lá do alto, que me puz a olhar para este Portugal e para o Mundo de hoje, e resolvi escrever neste blog umas novas broncas.

Nos meus tempos fui perseguido pela Inquisição e pelo Pina Manique, depois veio o Salazar com os seus esbirros da Pide, agora os governos de turno tentam impedir as criticas com perseguições modernas, com as Finanças a perseguir pelo IRS, escutas telefónicas, perseguições nas carreira e etc., etc., mas como eu já estou morto...o pior é para aqueles que ainda estão vivos !

quinta-feira, 31 de maio de 2007

Democracias modernas !

Democracias Modernas !

Como se pode dar a volta, aquilo que o Povo escolhe !
O método é simples, e normalmente muito eficaz na tentativa de pôr na rua os autarcas que o Povo escolhe livremente com os seus votos. Logicamente é utilizado pelos partidos políticos que ficaram na oposição.

Como todas as Câmaras pequenas ou grandes, têm ligações comerciais com particulares e empresas de muitas actividades, que são necessárias ao seu funcionamento e onde sempre se movimentam muitos milhões, "espiolha-se" as actividades, os contratos, o que é certo ou não certo, o que ético ou não ético, e sempre se encontra qualquer "coisinha" para desconfiar e que serve para acusação junto do Ministério Público !

Se a oposição tem a "leiteira" que o referido Ministério, encontre qualquer coisa menos clara, que sirva para indiciar vereadores ou presidentes de Câmara, "VOILA", começam logo aos gritos pedindo a sua renúncia e a exigir novas eleições, onde normalmente esperam ser beneficiados.
A técnica nem sempre resulta, pois há autarcas de vários partidos, que não caiem na armadilha, e que só se demitem se forem considerados culpados por um tribunal competente.

Mas a "Oposição" sempre vai tentando, este extraordinário "método democrático" !

Sem comentários:

Enviar um comentário