Fui Bocage, o Rei das Broncas !

Nasci Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage, em Setúbal no dia 15 de Setembro de 1765 e morri em Lisboa em 1805. Dizem que fui um dos maiores poetas portugueses e possivelmente o maior representante do arcadismo lusitano.

Herdei o Barbosa por parte do pai e o Hedois du Bocage do avô materno.Apesar das numerosas biografias publicadas após a minha morte, boa parte da minha vida permanece um mistério. Fui um homem moderno, pois acreditei sempre mais no sexo do que no amor.

Por causa das minhas broncas e da minha vida boémia estive engavetado no Limoeiro, no cárcel da Inquisição, no Real Hospício das Necessidades e até no Convento dos Beniditinos. Foi aí que Frei José Veloso me conseguiu pôr a viver de forma mais decente e recatada.

Morri de aneurisma numa rua do Bairro Alto.Também é lá do alto, que me puz a olhar para este Portugal e para o Mundo de hoje, e resolvi escrever neste blog umas novas broncas.

Nos meus tempos fui perseguido pela Inquisição e pelo Pina Manique, depois veio o Salazar com os seus esbirros da Pide, agora os governos de turno tentam impedir as criticas com perseguições modernas, com as Finanças a perseguir pelo IRS, escutas telefónicas, perseguições nas carreira e etc., etc., mas como eu já estou morto...o pior é para aqueles que ainda estão vivos !

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O "pacifismo europeu" tem 4.647 Leopard 2A6 !

Portugal compra de 37 tanques Leopard 2A6 para o Exército, à Holanda

Diz o JN (confirmado no Portal do Governo) : «O Exército vai passar a estar equipado com carros de combate de última geração, na sequência do acordo que vai ser hoje assinado entre Portugal e a Holanda, para a compra de 37 Leopard 2 A6.


Carro de combate Leopard 2A6 fabricado na Alemanha pela KMW de Munique

A aquisição começou a ser negociada entre Portugal e a Holanda já no ano passado, na sequência de preocupações expressas pelo Exército ao Ministério da Defesa, em que dava conta da delicada situação em que se encontravam os carros de combate M-60 A3.

Estes blindados tinham chegado a Portugal nos anos 90, mas numa altura em que a maioria dos países da OTAN optavam já por novos modelos com blindagens reforçadas com materiais compósitos e canhões de 120mm, quando o M-60 tinha apenas um canhão de 105mm.A condição começou a traduzir-se em fortes problemas de manutenção, uma vez que o M-60 deixou de ser fabricado, foi substituído ou está em fase de substituição, em particular pelos norte-americanos, que eram o principal utilizador desta viatura na OTAN.


Carro de combate M60A3 fabricado pela General Dynamics nos USA (1960-1980). Israel aproveitou e modernizou estes tanques, que são actualmente os famosos Sabra.

Ao mesmo tempo, a Holanda começou a reduzir o número de carros de combate em serviço, incluindo algumas dezenas de Leopard 2 A6 (40 vão para o Canadá), blindados que receberam a atenção do Exército, face aos problemas nos M-60, em particular nos sistemas de direcção de tiro, o ponto nevrálgico dos carros de combate.»

Nota interessante - A Espanha encomendou 219 Leopard 2E, que é uma versão do 2A6 mas com uma protecção de blindagem muito superior. Os primeiros 30 estão a ser construídos pela KMW e os restantes serão construídos sob licença em Espanha pela General Dynamics, Santa Barbara Sistemas (GDSBS). O primeiro foi entregue ao exército espanhol em 2004 e os restantes até a 2008.

A Suíça, a "pacifica Suíça", mas que no fundo para quem a conhece bem, não passa dum quartel gigantesco, um gigantesco "cofre blindado", onde todos os malandros que existem no Mundo guardam o fruto das suas roubadeiras, tem 380 2A4s, designados por Pz87. 35 comprados na Alemanha, e os restantes construídos na Suíça sob licença ! De acordo com a Wikipedia os países europeus têm cerca de 4.647 tanques Leopard ao seu serviço, fora o restante material, claro. Depois gritam que viva a Paz, e que tirem as pistolinhas de plástico às criancinhas !

«Os Leopard, cujo valor de aquisição é de 80 milhões de euros ( 28 milhões comparticipados pela NATO) são destinados à Brigada Mecanizada, de Santa Margarida, mas o Exército está ainda atento ao processo de aquisição de 33 blindados de rodas com canhão de 105mm, com base na viatura Pandur II, da Steyer-SSF, que ontem foi apresentada pela primeira vez na fábrica do Barreiro da Fabrequipa, numa cerimónia em que não esteve presente qualquer membro do Governo.


Pandur II da STEIR austríaca, mas montado em Portugal pela FABREQUIPA


Sete viaturas, de um total de 260, serão entregues ao Exército até ao final da semana, na versão de transporte de pessoal, mas ontem a Steyer, que pertence à General Dynamics dos EUA, já começou a divulgar o novo produto, o Pandur II com uma torre com canhão de 105mm, tendo em conta que ficou em aberto a aquisição de 33 viaturas deste tipo.

1 comentário:

  1. España ha comprado también los misiles Spike (Rafael)

    ResponderEliminar